Segunda, 14 de Agosto de 2017 - 21:40

Governo quer criar teto de R$ 33,7 mil para remuneração de funcionários públicos

O governo federal deve encaminhar ao Congresso Nacional uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que fixe um teto de remuneração para todos os servidores do Executivo, Judiciário e Legislativo, incluindo Ministério Público Federal e tribunais de contas de todos os entes da federação. Segundo informações do jornal O Globo, a PEC vai determinar que a soma de todas as verbas recebidas pelos funcionários não pode ultrapassar o valor mensal de R$ 33.763. Os mais atingidos pela PEC devem ser servidores do Judiciário. Apenas em 2018, Palácio do Planalto espera economizar R$ 725 milhões com a medida. Atualmente já existe um teto para o salário-base dos funcionários públicos, que não pode superar o vencimento de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), de R$ 33,7 mil. No entanto, diferentes auxílios e adicionais fazem a remuneração extrapolar facilmente esse limite.

Segunda, 14 de Agosto de 2017 - 21:30

Grupo TPC negocia compra da Columbia S.A.

Um dos maiores do setor de logística no Brasil, o grupo TPC está negociando a aquisição de 100% da Columbia S.A., empresa do segmento de comércio exterior, centro logístico industrial aduaneiro e logística geral. Caso aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), o negócio pode gerar aumento de 20% na receita do grupo e, ainda em 2017, ampliar o faturamento para aproximadamente R$ 650 milhões. O número de colaboradores diretos aumentará para 4.500. Para 2018, a empresa pretende chegar ao final do ano com o faturamento de R$ 1 bilhão.

Segunda, 14 de Agosto de 2017 - 21:20
Edital de contratação de jato por Pezão será investigado pelo MP-RJ

O edital para contratação de uma empresa de táxi aéreo e um jato executivo pelo governador Luiz Fernando Pezão será investigado pela subprocuradoria-geral de Justiça de assuntos cíveis e institucionais do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). A entidade irá investigar se o fato de contratação de um jato participar para o governador desrespeita os princípios da economicidade e da razoabilidade. Deixando de pagar três salários aos servidores, o governo publicou o edital na última quinta-feira (10) prevendo desembolsar R$ 2,5 milhões para acomodar o governador Luiz Fernando Pezão nas viagens oficiais durante o período de um ano. O valor equivale a mil e quinhentas idas e vindas de viagens comerciais entre o Rio e Brasília. Dentre as especificações do edital, estão a previsão de banheiro privativo, poltronas giratórias, altura mínima de 1,65 de altura, ter duas turbinas, capacidade mínima de seis passageiros, velocidade mínima de 750 km/h, autonomia mínima de 3 horas e meia de vôo e percorrer uma distância de 2.200 quilômetros.

Segunda, 14 de Agosto de 2017 - 21:10
Oposição afirma que governo do Estado perdeu controle da segurança pública

Deputados da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) afirmaram nesta segunda-feira (14) que o governo do Estado perdeu o controle da segurança pública. Neste fim de semana, foram registrados 30 homicídios em Salvador e na Região Metropolitana. Bairros como Imbuí e Boca do Rio, além de cidades da RMS sofrem com toques de recolher. “A violência, infelizmente se instalou em Salvador e Região. O secretário está no Poder há 12 anos e o que tem melhorado?”, questionou o deputado Sargento Prisco (PSDB), em discurso no plenário da Casa. O deputado Fábio Souto (DEM) afirmou os policiais não têm estrutura para levar mais segurança à população nos municípios. “Recebem apenas quinze a vinte litros de gasolina por dia para rodarem com a viatura. Cidades com oito a nove povoados têm apenas dois ou três policiais por turno. Essa é realidade e nós não podemos fazer de conta que isso não está acontecendo”, bradou. O líder da bancada, Leur Lomanto Jr. (PMDB), falou sobre os números de homicídios no Estado. “Em dez anos do governo do PT ocorreram 53.249 homicídios na Bahia contra 50 mil em São Paulo, com o triplo da população. Isso mostra que a política de nosso estado vem falindo”, afirmou.

Segunda, 14 de Agosto de 2017 - 21:00
Ataque a restaurante em Burkina Faso deixa ao menos 18 mortos e 10 feridos

Ao menos 18 pessoas morreram e outras 10 ficaram feridas após um ataque realizado neste domingo (13) em um restaurante na capital de Burkina Faso, Ouagadougou, no oeste africano. Segundo informações da rede CNN, o atentado aconteceu por volta das 21h (hora local). Nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque até agora e não há informações sobre a quantidade de pessoas envolvida no caso – no entanto, dois dos suspeitos foram mortos, segundo comunicado oficial do governo. Os atiradores, que se aproximaram do restaurante Aziz Istanbul em motocicletas – o local é conhecido e costuma reunir estrangeiros na cidade. As vítimas são de diversas partes do mundo, de acordo com o ministro das Comunicações, Remi Dandjinou. Um perímetro foi delimitado no entorno do restaurante pelas forças de Defesa e Segurança, incluindo as ruas que circundam aeroporto da cidade, que fica próximo ao local do ataque. Em janeiro do ano passado foi registrado outro atentado em Ouagadougou, em um hotel de luxo, quando 29 pessoas ficaram feridas. À época, um grupo de atiradores ligados à Al-Qaeda reclamou a autoria da ação.