Morre, aos 53 anos, o fotojornalista Dida Sampaio

Morreu, nesta sexta-feira (25), aos 53 anos, o fotojornalista Francisco de Assis Sampaio, conhecido como “Dida Sampaio”. Ele estava internado em um hospital particular de Brasília, após ter sofrido um Acidente Vascular Cerebral (AVC), no início deste mês.

Dida Sampaio era um dos profissionais mais conhecidos e premiados do país, tendo percorrido veículos importantes durante as mais de quatro décadas dedicadas ao ofício.

 

“Dida foi o mais importante repórter-fotógrafico brasileiro da sua geração. A perda para o jornalismo e para o País é imensurável”, disse Andreza Matais, chefe de sucursal do Estadão em Brasília, jornal em que o fotojornalista trabalhava atualmente (em São Paulo).

 

Wanderley Pozzebom, diretor do Sindicato dos Jornalistas, conta que ele e Dida começaram a trabalhar juntos, ainda no Jornal de Brasília. “Ele entendia de política de forma excepcional e prestava um serviço maravilhoso ao jornalismo e ao Brasil. As imagens do Dida entraram para a história”, disse Pozzebom.

 

Dida nasceu no Ceará, era pai de duas filhas e avô de cinco netos. A família ainda não divulgou detalhes sobre o velório e o sepultamento. As informações são do G1.

Fonte:bahianoticias.com.br

Você pode gostar...