Irecê: Justiça Eleitoral decreta inelegibilidade do ex-prefeito Luizinho Sobral

o ex-prefeito de Irecê, Luizinho Sobral (Podemos) está inelegível até 2020. O juiz José Onofre Alves Júnior, da 95ª Zona Eleitoral, de Irecê determinou a inelegibilidade a contar de 2012, ano em que Sobral foi prefeito. Conforme o magistrado, houve abuso dos meios de comunicação. Ainda cabe recurso.

Além de Sobral, sua ex-vice-prefeita, Hisidora Alves de Souza (Dorinha) também está inelegível. A ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) foi ajuizada pela coligação “Pra seguir em frente”, do PT, que perdeu a disputa para Luizinho na época.

“No caso dos autos, existe um farto acervo probatório de que ocorreu abuso do meio de comunicação, rádio e internet, através do denominado “Sistema Líder de Comunicação”, ao passo que há, igualmente, farto quadro de provas da participação/beneficiamento dos dois primeiros Investigados (Luizinho e Dorinha) no ato abusivo”, relata um trecho da sentença.

O proprietário da rádio, José Sidnei de Souza, também foi declarado inelegível por oito anos, não podendo disputar qualquer eleição, caso venha, nesse período, manifestar interesse em concorrer cargo público.

“Aponta a Coligação Investigante que do dia 21.08.2012 até o dia 04.10.2012 o terceiro Investigado, valendo-se de sua condição de proprietário da emissora de rádio denominada “Líder FM”, com interesses escusos, passou a dispensar à candidatura dos dois primeiros Investigados tratamento privilegiado: 1) durante o horário destinado à propaganda eleitoral gratuita; 2) durante a programação normal da emissora. 3) através de matérias divulgadas no sítio eletrônico da emissora”, diz trecho da decisão.

Você pode gostar...