Operador do PSDB, Paulo Preto é preso pela Polícia Federal acusado de desviar R$ 7,7 mi

O ex-diretor da Dersa, Paulo Vieira de Souza, o Paulo Preto, foi preso na manhã desta sexta-feira (6) pela Polícia Federal. O mandado foi expedido pela 5ª Vara Federal de são Paulo, a pedido da Força Tarefa da Lava Jato. Além do mandado de prisão preventiva, foi cumprido também um mandado de busca e apreensão na casa do ex-diretor, considerado operador do PSDB em esquemas de desvios de recursos públicos. Paulo Preto foi denunciado no último dia 22 por desviar R$ 7,7 milhões de recursos destinados ao realojamento de famílias desalojadas pela Dersa para construção do trecho sul do Rodoanel, entre 2009 e 2011. A denúncia é por formação de quadrilha, peculato e inserção de dados falsos em sistema público de informação.

Você pode gostar...